Dicas Para Evitar a Disfunção Erétil

As causas dos problemas sexuais nem sempre são óbvias. Uma das principais preocupações que muitos homens têm quando sofrem de disfunção erétil é que pode haver um problema de saúde mais sério por trás dele.

Doenças como diabetes ou hipertensão podem estar presentes por longos períodos de tempo e a impotência pode ser o primeiro sintoma a ser enfrentado. É importante descartar que essas doenças não são a causa, por isso é vital procurar ajuda médica como primeiro passo.

Nos casos em que uma doença não detectada não é a causa, muitos homens recorrem a medicamentos prescritos e remédios naturais para tentar combater a impotência. Muitos homens acham útil discutir o problema com o parceiro ou com o médico.

Mas o que a maioria dos homens não considera quando se trata de Disfunção Erétil são as mudanças no estilo de vida e hábitos que eles podem realizar.

Nos últimos anos, tomar pílulas como Cialis e Viagra se tornou a primeira reação que os homens têm quando começam a sentir os sintomas. A capacidade dessas pílulas de aumentar o fluxo sanguíneo para o pênis as torna uma solução eficaz para aqueles homens que acham que seu desempenho sexual não é desejado.

No entanto, como muitos estudos revelaram, melhorar os sintomas da disfunção erétil é tão simples quanto fazer uma série de mudanças no estilo de vida de uma pessoa.

Até mesmo os homens que já fazem tratamentos de impotência usando suplementos naturais como o Tittanus que é eficaz para tratar a impotência, podem se beneficiar muito ao melhorar seus hábitos diários, pois podem ver como a medicação se torna mais eficaz e não precisam usá-la com tanta frequência, nem reduzir a dose.

Além disso, tomar medidas para melhorar seu estilo de vida não só reduzirá as chances de sofrer de impotência; Isso ajudará a melhorar sua saúde geral.

Aqui estão duas mudanças que você pode fazer em sua vida diária para reduzir os sintomas da disfunção sexual.

  1. Reduzir o consumo de álcool

  2. Deixar de fumar.

Reduzir o consumo de álcool

Embora possa ajudar alguns homens a relaxar e aumentar sua confiança, o álcool é um inimigo conhecido quando falamos de Disfunção Erétil.

Em um estudo realizado na Índia, em uma amostra de 100 homens que sofrem de dependência de álcool; 72 destes homens experimentaram um ou mais tipos de problemas sexuais, sendo a impotência a mais comum.

Os médicos identificaram várias razões:

Primeiro, o álcool pode aumentar a pressão arterial e causar aterosclerose; que impede o fluxo de sangue para o pênis.

Segundo, quanto mais álcool uma pessoa consome, mais dano ocorre no sistema nervoso, tornando os receptores de prazer no corpo menos sensíveis.

Outra razão foi identificada num estudo realizado por cientistas espanhóis em 2002 é que o álcool tem um efeito prejudicial sobre a produção de testosterona nos homens, inibindo deste modo a função do pénis. Limitar o consumo de álcool, especialmente antes de fazer sexo, pode ajudar a reduzir as chances de problemas de ereção.

Deixar de fumar

Não é um segredo que fumar é uma das principais causas de câncer de pulmão e doenças cardíacas.

Mas, além disso, os homens podem afetar seu desempenho sexual. Como o consumo de álcool, fumar pode influenciar a função vascular e interromper o fluxo sanguíneo.

Os produtos químicos nocivos que são inalados através de um cigarro são numerosos; e incluem arsênico, alcatrão e monóxido de carbono. Obviamente, a ingestão de toxinas como estas não é bom para a saúde geral.

No entanto, os produtos químicos na fumaça também podem inibir a função do óxido nítrico no corpo, que é um defensor crucial no relaxamento das paredes musculares dos vasos sanguíneos.